sexta-feira, 15 de abril de 2011

Mentir compulsivamente

Não sei se já alguém teve a oportunidade de conhecer algum mentiroso compulsivo. Eu já me cruzei com uma pessoa assim. Quando  andava no secundário, a minha colega de carteira era uma pessoa de quem eu até gostava, não é que agora não gosto só não me identifico muito com ela neste momento. Ela inventava inúmeras mentiras e eu ficava sempre com cara de parva a olhar para ela porque no fundo eu sabia que ela estava-me a mentir, achava aquilo gravíssimo um distúrbio de personalidade enorme, mas não lhe fazia caso.. metia um filtro e pronto! As mentiras dela não eram prejurativas, não era com intenção de prejudicar ninguém a única prejudicada era ela mesma. Ela gostava de acreditar que era uma pessoa diferente daquilo que ela é. Ou seja era sabido por algumas pessoas que ela não era uma pessoa com grande possibilidade económicas, e mesmo assim fazia questão de falar em coisas pelas quais ela não passou, nomeadamente férias em determinados sítios. Também me chegou a contar que tinha um namorado noutro país e que eram muito felizes os dois! Como podem ver são mentiras que não prejudicam ninguém, mas que reflectem muito sobre o carácter da pessoa. Entre muitas mentiras que ela me ia contado foi em relação à carta de condução, na altura eu estava a tirar a minha carta e ela sentio-se no direito de também tirar. Um dia pareceu na escola com um livro de código de 1995 e estávamos em 2006, eu não lhe disse nada em relação a isso, só lhe perguntei se ela também estava a tirar a carta, ela respondeu que sim e que já tinha feito exame de código. Muito estranho. E eu poderia continuar aqui com o leque de mentiras, mas o ponto que quero focar está relacionado com o facto de ela pedir-me para assinar a fita dela de finalista, na altura disse-lhe que sim e combinamos um café. Entretanto ela perguntou-me se podia dar-lhe boleia porque estava sem carro desde o Natal. Claro que aquilo soa-me a mentira, e agora ponho-me a pensar que as pessoas assim não tem limites naquilo que dizem, é que uma mentira leva a pessoa mentir mais que uma vez.
E muito sinceramente perdi a vontade de estar com ela porque já sei que vou passar uma tarde inteira a ouvir mentiras, e pelo que me tenho apercebido quanto mais velha fica mais mentirosa é.

O que leva uma pessoa a mentir sobre a sua própria vida?
Será a necessidade de ser uma pessoa que não é?
Será uma pessoa com complexos de inferioridade?

6 comentários:

Llforever disse...

Também conheço uma assim, mas por vezes diz mentiras que prejudicam as outras pessoas, o que é bem pior..

Strawberry disse...

Eu conheço um rapaz assim, quer dizer, ele é cerca de 6 anos mais velho que nós! Por isso não sei se piorou com a idade ou não. Sei que ele mente como se tivesse a dizer a verdade! Muitas noitadas, muitas (muitas mesmo, e diárias!) conquistas, tem um vocabulário perfeito que nos deixa a acreditar em tudo. Quer dizer, ao longo do tempo fui percebendo que ele exagerava bastante, que as coisas não podiam de forma nenhuma ser assim, até que o confrontei, disse-lhe em tom de gozo que tanta invenção dava para fazer um filme, ele sorriu. Ele sabe perfeitamente que eu sei que ele está a inventar, tanto que faço questão de lhe relembrar sempre que começa a exagerar, mas mesmo assim ele não pára. Já nem ligo, tal como essa tua amiga, ele não mente para prejudicar ninguém, mente para se sentir melhor (penso eu). Penso que faz isso para sentir que tem uma vida mais interessante do que realmente tem. A mim não me faz confusão, sei que é tudo invenção mas também sei que é bom amigo. =)***
* Volto cá e faço logo um testamento.. típico. =P**

Eli disse...

E tive alguém na minha turma com essas tendências. :D

Parisca disse...

Eu conheço um monte de pessoas assim. O que é bastanteeeee assustador! :o

Mia disse...

Llforever - isso é pior.. embora ache que mentir é sempre mau.

Strawberry - Chama a isso falta de vida propria lol mas coitado la sente necessidade de expressar aquilo que gostava de ser.. parece que nao mas ha por ai muitas pessoas com essa necessidade.. o pior é que nao se apercebem que as pessoas a sua volta nao sao parvas.. e a mentira tem a perna curta! Não tem problema em fazeres testamento, eu gosto do teus comentarios :) e o teu blog? quando voltas com ele?

Eli - Quase que parece moda xD

Parisca - Mesmo é de fugir de pessoas assim!

Beijinhos a todas :)

Ana disse...

Eu tenho um amigo assim. Tive que aprender a lidar com a situação... É um dos melhores amigos que tenho!