segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Sou tão tontinha

Ás  vezes ponho-me a pensar, que sou uma desgraçada porque perdi grande parte dos meus amigos, que a culpa deve ser minha e mininini.. mas.. a verdade é que ainda sou uma miúda e acho que todos vocês que por aqui passam já passaram por isto, uns mais cedo do que outros mas toda a gente na vida perde pessoas amigas, sejam elas mais importantes ou não, todos nós algum dia vamos apanhar desilusões. E eu com a mania da exclusividade só pensava que era a única pessoa do mundo a quem acontecia isto.. Tretas lol
A grande lição que tiro disto tudo é que vou passar a estar mais atenta ás pessoas que estão á minha volta, já que fui iludida ao longo destes anos por pessoas que julgava que estavam ali para mim, mas afinal foram-se embora como todas as outras. Fraquinhas fraquinhas...
E agora o que se faz? Quando nos sentimos perdidas por já não termos a tal amiga? Eu faço tudo menos pensar naquelas pessoas, faço coisas que gosto que me dão satisfação, tento não pensar o quanto é mau não ter a tal amiga.

Com isto tudo tenho apenas duas certezas sei com que tipo de pessoas eu me enquadro enquanto amiga e a cada dia que passa sei que por mais destroçada e frágil eu me sinta por tanto mal que elas me fizeram, ao mesmo tempo sinto uma paz e uma tranquilidade que já não sentia há muito tempo. Se calhar la bem no fundo eu já me sentia enganada e deixada de parte e agora que mandei essas pessoinhas para longe de mim sinto-me em paz, sozinha.. mas em paz. Pronta para conhecer novas pessoas e desfrutar de tudo o que a vida tem para me oferecer :)

7 comentários:

Just Me disse...

Também já tive desilusões dessas... mas ainda bem que descobri que afinal essas pessoas não eram assim tão amigas, pelo menos não ando enganada!
Como diz o ditado: "Mais vale só que mal acompanhada".
É difícil no início, porque te sentes sozinha, mas vais conhecendo pessoas ao longo da vida que te vão ensinar a confiar novamente! ;)
Kiss*

Helena disse...

Mia, muitas vezes acontece também, que por não falarmos com frequencia, pensamos que não temos amigos. Mas eles estão lá. Nós é que estamos sempre à espera que eles se aproximem. E às vezes temos que ser nós a dar esse passo, sem rancores.
:)

Mia disse...

Just Me - Sim eu tb tenho a mesma opinião que tu tens :) a vida é assim mesmo chegam uns afastam-se outros.. tenho acerteza que futuramente vou conhecer pessoas que me façam acreditar que é possivel confiar :) bjs

Helena - Sabes helena, não sou rancorosa ja aprendi a nao ser.. E neste caso o que disseste nao se aplica, visto que sempre fui eu a dar o primeiro passo, a ir ter sempre com as pessoas e em troca recebia ainda mais despreso.. assim como quem diz " estas a mais" e posto isso, ninguem tem mais vontade de dar mais passo nenhum :) bjs

Strawberry disse...

Eu não tenho amigas, tenho sim conhecidas. Se isso me deixa infeliz ou a pensar no assunto? Não minimamente. Sempre fui muito independente no que toca a amizades, e geralmente também não procuro ninguém porque não sinto falta, além disso dou-me um milhão de vezes melhor com os rapazes o que faz com que as desilusões sejam quase nulas.
Ao longo da minha vida já tive muitas "amigas" e olha, desilusões não faltavam mas também quase não me afectavam. Nunca fui daquele tipo que precisa da amiga até para ir à casa de banho!
Eu costumo dizer que não gosto de raparigas, e de certo modo é verdade, epá aquele sentido de coscuvilhice delas afecta-me muito! Não estou a dizer que sou santa, mas não tenho a mínima paciência para perder horas a falar da vida de todos os vizinhos, de como aquela engordou ou emagreceu, de como usar azul nas unhas é horrível, ou de quem será a mãe da criança do Cristiano Ronaldo! (assuntos que te garanto que não me interessam, e até não me importo nada que usem azul ou prateado nas unhas!) Já com os rapazes podemos falar de coisas que realmente interessam. De assuntos diferentes. Por isso gosto de visitar alguns blogs, para ter aqueles 5 minutos de conversas de raparigas, e porque se a conversa não me estiver a agradar sempre posso fechar a janela e mudar para outro!
Esta vida é um filme e a personagem principal somos nós. Portanto já sabes, todo o resto está sempre a ir e a vir =)**
Desculpa o testamento =S**

Sweetcita disse...

Olá Mia, leio o teu blog há algum tempo, gosto muito do que escreves. Também já passei por uma situação identica à tua e realmente não vale a pensa guardares rancor..Tudo o que vier de novo será melhor, novas pessoas, nova aprendizagem..No meu caso foi tudo para melhor, aprendi a dar mais valor às pequenas coisas ao pequenos gestos e a não ficar tão dependente de ninguém, hoje dedico-me um pouco a todos os que amo e a ninguém em exclusivo..sinto.me mais livre..mais feliz e mais amada..e sei que não chegaria a este ponto se não tivesse passado pelo que passei. Por isso te digo..não guardes rancor pois tudo o que vier será melhor..uma lufada de ar fresco :) bjito

Mia disse...

Strawberry - Entao andas desaparecida? eu tambem dou me melhor com rapazes, mas sabes que eles nem sempre tem paciencia para os nossos desvaneios consumistas lol embora conheça um ou outro que é pior que certas mulheres.. mas continuando, eu ate consigo perceber o teu lado quando dizes que as amizades femininas nao te afectam minimamente, se calhar Strawberry ainda não tiveste a sorte de encontrar amigas a serio e nos dias de hoje é realmente muito raro, acho que devias dar oportunidade as raparigas, nao a todas como é obvio ha sempre aquelas que so sabem é cuspir veneno. Se achares por bem, algum dia aproveitares uma amizade feminina não a disperdices, digo isto porque acho bom termos amigos rapazes como amigas raparigas :) nao tens que pedir desculpa em relaçao ao testamento, ja te disse que gosto mt de ler os teus comentarios.. bjs e vai dando noticias :)

Sweetcita - Sê bem vinda :) obrigada pelo teu comentario fico contente de gostares aqui do meu cantinho cheio de parvoices lol Espero que essa lufada de ar fresco surja da minha vida, estou mesmo a precisar assim de uma mudança. Tens toda a razao quando dizes que agora nao te dedicas a ninguem em exclusivo, eu tambem penso da mesma forma :) bjs e volta sempre

Strawberry disse...

Mia, eu tenho uma amizade com uma rapariga que dura há 15 anos, já fomos inseparáveis e já deixamos completamente de nos falar, já voltamos a ser inseparáveis e neste momento estamos afastadas, pois ela tem marido e filho e emprego, e é complicado, mas acho que temos a certeza que estamos aqui uma para a outra. Mas somos igualmente independentes, nunca precisamos uma da outra para irmos à casa de banho xD (acho que entendes o que quero dizer).
Eu compreendo que haja raparigas que preferem ir às compras com raparigas, falar de rapazes com raparigas, entre as outras coisas. Mas eu compras prefiro fazer sozinha e ao meu ritmo, estar à espera que a outra experimente, ou fazê-la esperar por mim são coisas que me aborrecem muito. Eu não tenho queixas dos meus amigos rapazes, eles têm uma paciência infinita comigo, estão sempre disponíveis, são super sinceros para o bem e para o mal, dão conselhos sábios sobre rapazes (lol), oferecem-se para ir às compras comigo (essa parte dispenso como já te disse). A diferença deles para uma rapariga é que eles NUNCA comentam sobre a vida de ninguém, nunca são má onda para falar mal de ninguém, não lêm revistas cor de rosa e não fazem filmes se saímos mais vezes com A ou B do que com eles. Cenas de raparigas mesmo. Mas acredito que também hajam raparigas assim, e espero um dia poder encontrar uma amiga a sério! Apesar de não me fazer grande diferença =S Conclusão, não sinto mesmo necessidade de ter uma amiga neste momento da minha vida =/***
(outro testamento -.-')